Blog Como escolher o melhor Regime Tributário para sua empresa 03 março 2022

Os benefícios de cada regime tributário e a importância de definir o melhor deles para o perfil do seu negócio

Você sabia que o Brasil é um dos países com sistema de impostos obrigatórios mais complexos e caros do mundo?

Por isso, uma das maiores preocupações de um empresário é a regularização dos impostos. Existem uma série de exigências a serem cumpridas quando a intenção é ter um negócio próprio. Essas burocracias incluem os tão falados impostos e exige ter conhecimento sobre quais são as obrigações tributárias de uma empresa de qualquer tamanho.

Seja como for, se você chegou até esse texto provavelmente entende a necessidade de se organizar para melhor entender quais são essas obrigações a serem cumpridas. Uma dessas obrigações é escolher qual seu regime tributário. Hoje, falaremos um pouco da etapa essencial para ter uma empresa regularizada, a escolha desse regime e sua atualização para ajudar você, empreendedor, a não se perder nas contas e se adaptar de acordo com o tamanho do seu negócio.

Primeiramente, vamos entender

Como o regime tributário ajuda um empreendedor?

É essencial estabelecer com sabedoria o enquadramento correto no regime tributário. Essa escolha permite que seja definido quais os impostos que a empresa deverá pagar. Para cada tipo de empresa existe uma regime tributário que melhor se encaixa à ela. É importante analisar cada aspecto da empresa e suas atividades para se adaptar ao melhor regime.

Além disso, ao final de cada ano, com o auxílio de um contador, é importante que seja feito uma análise de todo o exercício fiscal da empresa para identificar se é necessário trocar de regime. Essa análise pode ser um grande diferencial para a empresa, pois muitas características dela variam de tempos em tempos. Sendo assim, se mudam os ganhos de um negócio e seu porte, pode ser que seja a hora de mudar de regime tributário. Nesse sentido, vamos conhecer esses regimes. São três no total:

O Simples Nacional

Definido pela lei Nº 123 de 14 de dezembro de 2016, esse regime simplifica o pagamento de impostos para pequenas empresas de forma geral. Geralmente é a primeira opção para empresas em ascensão devido a sua praticidade. Contudo, o limite de faturamento anual desse regime é de R$ 4,8 milhões e possui uma série de exigências se existir interesse em fazer parte desse regime tributário.

Lucro Presumido

Nesse regime, as alíquotas variam de acordo com a atividade exercida pela empresa, de atividades comerciais até prestação de serviços. Para as empresas que buscam uma alternativa que seja mais simplificada que o Lucro Real e tenham uma margem de lucro alta.

Lucro Real

É o mais complexo dos regimes, obrigatório para alguns negócios e é definido por meio do lucro contábil da empresa. Essa complexidade pode ser vantajosa para grandes empresas mesmo que se encaixem no Lucro Presumido. Além disso, existem algumas empresas que obrigatoriamente fazem parte desse regime, como por exemplo empresas com faturamento acima de R$ 78 milhões no ano.

É obrigatória a troca de regime anualmente?

Depende. A escolha do regime tributário é obrigatória na hora de abrir uma empresa e/ou se houver alguma exigência para que a empresa se encaixe em determinado regime. Agora, se for analisada a necessidade ou a vantagem de trocar, cabe à empresa entender qual a melhor alternativa para não se deparar com custos desnecessários. Por exemplo, o Simples Nacional é o mais simplificado de todos os três regimes. Sendo assim, a maioria das empresas que estão iniciando a carreira empresarial podem entender que essa é a melhor das opções, mas nem sempre é assim. Pode ser que dependendo do porte desta empresa isso não seja possível. Pode ser também que a empresa não se encaixe nas exigências do regime. Porém, se sua empresa cresceu e esse crescimento se tornou constante, ela pode ser obrigada a se adaptar ao regime tributário que abrange o novo porte.

IMPORTANTE: Sem uma pesquisa e análise para escolher o melhor regime a empresa pode pagar tributos desnecessários.

Para escolher o regime inicialmente ou trocar no futuro, além de um planejamento tributário e uma boa pesquisa de mercado, é evidente a necessidade de um profissional especializado. Toda essa complexidade que acompanha os altos e baixos de uma empresa quanto a suas obrigações, necessita de auxílio profissional que vai além um simples serviço contábil. O suporte para sua empresa pode demandar atenção e consultores especializados, e é por isso que te convido a conhecer a Gomide Contabilidade. Nossa experiência no mercado é a chave para te auxiliar entender como sua empresa pode evoluir e possuir um bom desenvolvimento mesmo com as mudanças tributárias que acabamos de te apresentar. Permita que a contabilidade seja parceira do seu negócio. Contate um dos nossos especialistas e mude o rumo da sua empresa para melhor!

Destaque em Blog